Como reagir à crise

Por muito tempo a crise econômica era vista como uma mera especulação, distante da nossa realidade. Esse conceito foi logo desconstruído quando nos deparamos com grandes empresas demitindo funcionários, vendendo suas operações e se reinventando para continuar no mercado.

De certa forma, os empresários são os mais atingidos no atual cenário, principalmente devido ao aumento de impostos, redução de vendas e, consequentemente, de faturamento, e o medo generalizado de investir em meio a tanta instabilidade.

No entanto, pensar que tudo está perdido não é o melhor caminho. O empreendedor precisa tomar as rédeas da situação e encarar os problemas de uma forma positiva, só assim será viável solucioná-los. É possível sobreviver às adversidades, basta adaptar-se e tomar decisões sensatas.

O empresário precisa, primeiramente, controlar os próprios gastos, tendo em mente que o padrão de vida elevado deve ficar de lado. Viver de aparências com dinheiro emprestado, somando juros e mais juros, pode ser o atalho para chegar à falência.

Outro ponto importante é atentar-se ao produto que oferece à sociedade. Analisar as preferências das pessoas e se o serviço prestado está de acordo com as exigências atuais. Às vezes é necessário mudar e conquistar novos territórios, mercados e clientes. Além disso, quem está à frente de uma empresa precisa reavaliar sua política de preços, que, por sua vez, precisam ser competitivos. Geralmente, as opções mais caras permanecem nas prateleiras.

Verificar de perto a gestão da empresa é uma prática indispensável. Fiscalizar os custos e compreender que não será permitido repassá-los para o preço que chega ao consumidor é o rumo mais correto a seguir.

Investir em uma loja virtual ou e-commerce em vez de manter uma loja física com aluguel, um número maior de vendedores e contas de luz e água, também é uma oportunidade para sair bem dessa areia movediça.

Por fim, o líder de uma companhia precisa desapegar-se de resultados passados e moldar-se aos novos tempos e desafios que, com certeza, podem ser vencidos.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *