Empreender na ponta do lápis

Toda empresa nasce de um sonho. O desejo de empreender, a necessidade de reforçar o orçamento doméstico, a vontade de fazer a diferença no mercado. Motivações nobres, mas que não são capazes de sustentar urgências administrativas, para isso é essencial disciplina.

Uma pesquisa realizada pela Global Entrepreneurship Monitor mostra que de cada seis brasileiros adultos, quatro possuem uma empresa ou estão atuando na construção do próprio negócio. A essência criativa, no entanto, esbarra em empecilhos burocráticos, desconhecimento e desorganização. É o que mostra um levantamento realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, segundo ele 60% das empresas não resistem aos cinco primeiros anos. Esses números estariam relacionados à falta de organização, inovação e descontrole do fluxo de caixa.

Um dos erros mais frequentes é a despreocupação em prever despesas, deixando o caixa vulnerável. Estima-se que cada funcionário custe para a empresa quase o dobro do que recebe mensalmente. Isto por conta de encargos sociais e trabalhista, além de benefícios que podem ser oferecidos. No entanto, nem tudo vai diretamente para a conta do trabalhador, os encargos sociais são recolhidos e aplicados pelo governo em políticas públicas e serviços, como de saúde e educação.

Para manter o equilíbrio financeiro é preciso disciplina para recolher os valores corretamente e criar uma reserva de contingência. Pagamentos como 13º e férias, porém, são previsíveis, e devem ser vistos como custos fixos da empresa. Para isso é necessário definir um percentual ou quantia mensal para provisionar essas despesas.

Além disso, se faz indispensável, desde o planejamento do negócio, ser acompanhado por um jurídico capacitado. Isso deve ser visto pelo empreendedor como um investimento, já que irá gerar segurança e solidez.

Nessa toada, o planejamento prévio, principalmente societário e tributário, é indicado a quem quer começar com o pé direito, visto que considerando a alta carga tributária nacional, tais despesas podem ser a diferença entre o sucesso e o fracasso do novo negócio.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *